Sinalização também é sinônimo de segurança.

De acordo com a lei que normatiza o mercado de sinais, NBR 13.434 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), uma das exigências afirma que as placas de sinalização devem ser produzidas em materiais auto extinguíveis (não devem propagar chama) e possuir efeito fotoluminescente (brilhar no escuro).

Uma sinalização bem feita pode fazer total diferença dentro de um planejamento de segurança contra incêndio, tornando necessário, cada vez mais, gerar projetos de proteção que não abranjam apenas equipamentos de combate a incêndio, mas que também consigam auxiliar na evacuação das pessoas dentro do ambiente atingido pelo sinistro.

INSCREVA-SE

ASSINE
NOSSA
NEWSLETTER

Siga a Cfsistemas